Renato impõe ultimato e presidente responde após Gre-Nal no vestiário.


Fonte: -

Renato impõe ultimato e presidente responde após Gre-Nal no vestiário.

Ainda no vestiário do Couto Pereira, Renato convocou uma reunião com os dirigentes do Grêmio. Ali, diante do presidente, do vice e do executivo deu seu ultimato. Em resumo, Renato disse que ou a direção contratava e contratava bem nos próximos dias ou ele iria pedir demissão do cargo de treinador gremista. O recado foi claro, simples e direto. Não teve meias-palavras. Renato ameaçou sair, caso não tenha contratações. Do jeito que está, não vai ficar. Até por conta disso, o próprio Renato fez questão de escancarar a tal conversa na coletiva de imprensa. Ele foi inteligente o suficiente para passar seu recado para a torcida dessa maneira. A direção entendeu o recado. E vai tomar providências. Foi justamente por conta disso que o presidente Guerra falou textualmente que queria deixar uma palavra de esperança ao torcedor, que irão fazer uma boa janela e que vai contratar um centroavante.

Isso aconteceu porque Guerra já havia se comprometido com Renato no vestiário. Garantiu que vai trazer mais gente. A dúvida agora é saber como irão contratar. Afinal, até ontem, o discurso era que a grana que tinham não era suficiente. Os nomes diferentes eram tudo na casa de 8, 10 e até 10 milhões de euros. Grana completamente inviável para as condições atuais. É só ver que a maior contratação da temporada foi o Pavón, que custou 4 milhões de euros, bem parcelados. Celso Rigo sempre é uma opção, mas já existe um “endividamento” alto com o investidor por conta de negócios como Cristaldo e Carballo, que ele emprestou dinheiro.

Bom, de qualquer jeito, Renato colocou tudo na mesa e o presidente Guerra fez a promessa de contratar para “segurá-lo”. Então, vai contratar. Lucas Uebel/Grêmio



VEJA TAMBÉM
- Grêmio terá limite excedido de estrangeiros para competições nacionais.
- Grêmio gasta R 50 milhões de reais: nenhum volante marcador
- Salário de Matías Arezo no Grêmio: Valor e detalhes no contrato.






Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

17/7/2024




























16/7/2024