Arena do Grêmio apresenta alagamento de até um metro, prejudicando campo.


Fonte: -

Arena do Grêmio apresenta alagamento de até um metro, prejudicando campo.

O Grêmio segue sem conseguir ver o gramado da Arena. A casa gremista ainda sofre com alagamento de um metro em pontos internos, inclusive no campo, e não tem perspectiva de escoamento total da água. A cheia impede uma avaliação das condições do gramado, assim como ocorre no CT Luiz Carvalho. A direção gremista ainda se vê de "mãos atadas" no que diz respeito aos trabalhos nas estruturas próprias. A Arena é uma incógnita ainda maior. A administração do estádio, em contato com o ge , confirmou que ainda há uma lâmina de água de 80cm a um metro dentro da Arena, inclusive no campo. Só seguranças e área operacional frequentam o local. Ainda não há previsão para que a água baixe por completo no estádio. Só assim a administração da Arena conseguirá fazer uma projeção dos eventuais danos em equipamentos e na estrutura interna. Além, claro, do gramado. Com o solo completamente submerso, a equipe técnica não tem como analisar a situação do gramado, o que também impede uma previsão de quando poderá receber jogos novamente. Não há pesquisas na área da engenharia agrônoma sobre resistência de gramados esportivos a alagamentos, segundo apurou o ge . Portanto, é necessário deixar a água baixar totalmente, para ver como ficará as condições do campo. A partir disso será feito uma análise e será traçado o plano para a recuperação. Aí sim, teremos uma previsão de retorno de jogos no estádio. O panorama em Porto Alegre, no entanto, aponta para o outro lado. O Guaíba voltou a superar os 5 metros nesta segunda-feira. Há uma tendência de aumento para esta terça, o que no mínimo gera uma estagnação no cenário. O Departamento Municipal de Águas e Esgotos (DMAE) também trabalha para retomar as casas de bombeamento, o que auxiliaria no escoamento das áreas alagadas. A mesma situação da Arena serve para o CT Luiz Carvalho. A sede dos treinamentos da equipe principal do Grêmio segue submersa. O centro de treinamento é ainda mais próximo das margens do Guaíba. Mas a princípio, não há prejuízo nos equipemento da parte interna do CT. O prejuízo maior será os gramados usados para os treinos. Na segunda-feira, o Beira-Rio apareceu sem água e o gramado com uma coloração amarela e pontos sem grama. Mas com risco de nova cheia por conta da chuva, o rival ainda não fez avaliação do gramado, mas iniciou a limpeza no local. O departamento de futebol gremista ainda avalia como vai retomar as atividades. A previsão inicial seria para a próxima sexta-feira, mas ainda sem confirmação, já que o clube precisa procurar um local para treinamentos. O Inter volta aos treinos nesta terça-feira, no estádio da PUCRS. Enquanto isso, o Tricolor se uniu ao rival e ao Juventude e pediu à CBF a paralisação total do Brasileirão pelas próximas três rodadas. Grêmio, Inter e Juventude estão com os jogos adiados até o dia 27 de maio, assim todas equipes do Rio Grande do Sul em todas divisões.

Arena do Grêmio completamente alagada no último dia 6 — Foto: Reuters
Crédito da imagem: Reuters


VEJA TAMBÉM
- Grêmio domina e goleia The Strongest no Couto Pereira: confira as notas.
- Grêmio domina no Couto Pereira, arrasa Strongest com golaços e renasce na Libertadores
- Onde assistir ao vivo o jogo de Grêmio x The Srongest pela Libergtadores






Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

29/5/2024