Grêmio debate plano de retorno aos treinos mantendo apoio à paralisação do Brasileirão


Fonte: -

Grêmio debate plano de retorno aos treinos mantendo apoio à paralisação do Brasileirão

Em meio ao resgate de vítimas em enchentes, pensar no futebol ainda não é prioridade no Grêmio. Mas virou necessidade. Com jogos adiados somente até o próximo dia 27, o clube se planeja para retornar aos treinos, mesmo contra a vontade, na próxima sexta-feira. Por outro lado, mantém postura a favor da paralisação do futebol e não abre mão da posição. A última decisão da CBF foi de suspender todos os jogos dos clubes gaúchos até 27 de maio. Sem perspectiva de paralisação, é preciso estar preparado caso a confederação seja irredutível na decisão de dar continuidade à competição. O presidente Alberto Guerra, assim como o mandatário do Inter, já se posicionou contra a continuidade do futebol brasileiro no momento. Diante da maior catástrofe natural no estado gaúcho, o que prevalece no momento é o suporte a quem foi prejudicado, entre eles, muitos funcionários do clube. Apesar de não concordar, o departamento de futebol do Grêmio traça planos para retomar a preparação do elenco comandado por Renato. A projeção de prazo para voltar aos treinos é na sexta-feira da semana que vem. O problema é que ainda não há definição de onde fazer isso. Com suas sedes atingidas pela enchente, as opções são se manter no Rio Grande do Sul e procurar outra estrutura ou viajar para fora e usar as instalações de outro clube. O Grêmio entende que vai ser prejudicado caso tenha que sair, com um possível desequilíbrio técnico diante de um contexto que é inédito. O clube avalia que, se não puder levar a equipe completa de preparação física, departamento médico e comissão técnica, já estará em defasagem técnica em relação ao restante das equipes.

Renato Portaluppi em treino com os jogadores do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Crédito: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Paralisação é prioridade. Na última semana, o presidente do Grêmio deu entrevista ao programa Tá Na Área, do Sportv, e expressou a opinião de que o futebol deveria parar, já que Grêmio, Inter e Juventude estão sem condições de treinar e jogar. A posição sobre o assunto segue a mesma. Nesta sexta-feira, o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, disse que as decisões a respeito do calendário precisam ser tomadas em conjunto com os outros clubes. O ministro do Esporte, André Fufuca, enviou um ofício à entidade pedindo a suspensão dos campeonatos. Dentro daquilo que é possível fazer, o Grêmio vai manter a postura contra o seguimento do Brasileirão e vai acompanhar de perto o assunto na CBF. A esperança é que nessa semana tenha desdobramentos. Enquanto isso, jogadores seguem sem treinar, alguns envolvidos em prestar ajuda aos atingidos pela tragédia. O Grêmio teve funcionários prejudicados. O CT Luiz Carvalho e Arena seguem alagados, além do CT Hélio Dourado, das categorias de base, em Eldorado do Sul, que está ilhado.



VEJA TAMBÉM
- Grêmio domina e goleia The Strongest no Couto Pereira: confira as notas.
- Grêmio domina no Couto Pereira, arrasa Strongest com golaços e renasce na Libertadores
- Onde assistir ao vivo o jogo de Grêmio x The Srongest pela Libergtadores






Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

29/5/2024